Blog Gráfica Promopress

Gráfica Offset e Digital

Envio de arquivos – Checklist

by bruna on 15 de julho de 2019 No comments

Você sabe quais cuidados devem ser tomados antes do envio de arquivos para uma gráfica? Confira no post de hoje!

Todo profissional gráfico sabe que criar um projeto de design é uma tarefa grandiosa e que demanda muito esforço para resultar em um produto de referência.

No entanto, o envio de arquivos para a gráfica é um processo, por si só, repleto de particularidades e técnicas, e o designer precisa estar atento aos mínimos detalhes para a obtenção de resultados de alto nível em seus projetos.

Na hora de imprimir seu material gráfico, devemos prestar atenção em alguns aspectos. Primeiramente, ele tem que ser impresso em uma gráfica de qualidade, para garantir um bom produto no final do processo.

Por isso, criamos um checklist do que será necessário conferir antes do envio de arquivos para a gráfica:

  • Edição;
  • Revisão;
  • Cores;
  • Resolução;
  • Sangria e marcas de corte;
  • Acabamentos;
  • Wire-o ou espiral;
  • Paginação;
  • Prova ou teste.
envio de arquivos

Checklist para envio de arquivos

1. Edição

Uma das regras principais é criar um arquivo em um programa apropriado. Word, Excel e PowerPoint não são programas de edição gráfica e, portanto, não permitem controlar a resolução das imagens e não estão preparados para interpretar o sistema de cores CMYK.

O apropriado para edições desse tipo são softwares, de Photoshop, Illustrator ou Indesign são excelentes opções.

2. Revisão

As vezes, é difícil para o autor revisar o seu próprio texto ou arte, já que sua visão está condicionada e ele nem sempre vê os seus próprios erros.

Uma opção é enviar o seu material para um revisor profissional, ou passar para outra pessoa da sua equipe analisar.

Assim, evita-se erros gramaticais e podem surgir ideias para aprimorar o design. No entanto, não é só o conteúdo que deve ser revisado, as questões técnicas também merecem uma atenção especial.

3. Cores

Existem vários padrões de cores utilizados no processo de criação, mas na hora da impressão o ideal é o CMYK – que compõe as cores cyan, magenta, amarelo e preto.

Tenha certeza de que todas as imagens e elementos coloridos estejam no padrão CMYK, pois a diferença entre os sistemas de cores podem causar uma grande mudança visual em seu material.

4. Resolução

É importante ressaltar que as cores e o tamanho do monitor não condizem com as reais condições do arquivo.

Por esse motivo, todas as imagens devem ter qualidade mínima entre 266 e 300 dpi para garantir a nitidez da impressão. Imagens menores são responsáveis pelo aspecto serrilhado ou estourado.

5. Sangria e marcas de corte

O sangramento é extremamente importante para evitar um dos principais erros de impressão. Esta margem de segurança assegura que, após o corte feito no final do processo de produção, todos os elementos estejam no material.

É necessário que você deixe pelo menos 5mm de sangria, mas isso pode variar de acordo com cada gráfica.

Outro aspecto importante é a margem de segurança para elementos de textos ou imagem-plus, por exemplo, deve-se  reservar uma área de milímetro de seu projeto.

Powered by Rock Convert

No fundo é uma garantia de que, caso haja uma variação milimétrica, seu texto ou imagem não será cortado!

6. Acabamentos – verniz localizado

Para acabamentos especiais, como verniz localizado, é necessário que o arquivo seja enviado separadamente, com a nomenclatura, indicando a espécie de acabamento.

7. Wire-o ou espiral

Em materiais com acabamento em wire-o ou espiral, deve se atentar com a margem de perfuração. É necessário no mínimo 10 mm de espaço para iniciar a imagem ou texto.

8. Paginação

Há grande dúvida em relação a paginação por parte de quem envia arquivos de revistas, livros e catálogos.

É utilizado um sistema de montagem digital que faz a imposição de páginas automaticamente independente do tipo de acabamento.

Por isso, o cliente deve enviar em páginas individuais, com exceção da capa que virá montada com a margem de lombada.

9. Prova ou teste

Antes de mandar o seu material para a impressão de alta tiragem, é muito importante que seja impresso um boneco, que seria a prova que simula o impresso.

É importante que todo material, inclusive o conteúdo do texto, seja revisado anteriormente. A impressão do boneco é apenas para visualizar como o material ficará após a impressão e verificar eventuais alterações.

Como gerar pdf para envio de arquivos do Corel Draw?

  1. Clique em Menu Arquivo/Publicar PDF;
  2. Defina o nome do arquivo conforme sua preferência e clique em Configurar;
  3. Clicar em compatibilidade e escolha a opção PDF/X1a.

Como gerar pdf para envio de arquivos do Photoshop?

  1. Clique em editar – configuração de cores – pré impressão na Europa 2;
  2. Clique em imagem – modo – cores CMKY;
  3. Clique em arquivo – salvar como – escolha a opção PDF.

Como gerar pdf para envio de arquivos do Illustrator?

  1. Clique em Menu Arquivo/Salvar como …;
  2. Escolha o nome do arquivo conforme sua preferência e no tipo escolha Adobe PDF;
  3. Clique em salvar;
  4. Alterar a compatibilidade para Acrobat 4 (PDF 1.3);
  5. Marque somente a opção “preservar recursos de edição do illustrator;
  6. Em imagens bitmap coloridas alterar para: não reduzir resolução. Compactação para: JPEG. Qualidade de imagem: Máxima.
  7. Em imagens bitmap em escala de cinza alterar para: não reduzir resolução. Compactação para: JPEG. Qualidade de imagem: máxima.
  8. Em imagens bitmap monocromáticas alterar para: não reduzir resolução. Compactação para: nenhum.
  9. Em marcas: selecionar apenas marcas de aparagem.
  10. Deslocamento: configurar para no mínimo 3 mm.
  11. Em sangrias: caso o material seja um panfleto ou lâminas, configurar para 3 mm, caso seja revista ou catálogo, configurar para 5 mm.
  12. Configurar conversão decores para: sem conversão.
  13. Alterar configuração de Política de inclusão de perfil para: não incluir perfis;
  14. Alterar nivelador de transparência para: Predefinição (alta resolução);
  15. Clicar no botão: salvar predefinição;
  16. Renomear a predefinição conforme sua preferência e clicar em OK;
  17. Clicar em Salvar PDF.

A seguir, selecionamos dicas para não errar ao enviar um arquivo a uma gráfica!

-Não feche o arquivo em pixels, pois a mesma não serve para impressão. Utilize a unidade de medida centímetro;

-Saiba qual será o seu processo de impressão (serigrafia, offset, flexografia, impressão térmica, entre outros).

-Por mais que as imagens na tela do seu computador apareçam na escala RGB, no momento de fechar o seu arquivo é imprescindível que este seja salvo na escala CMYK com resolução 300dpi.

-Para o uso de cores especiais, no momento da impressão informe sua numeração Pantone;

-Existem muitos materiais em que se pode imprimir, então, saiba bem em qual tipo de papel seu projeto será impresso;

-Sempre coloque as marcas de registro se houver verniz ou faca especial para que elas não fiquem desalinhadas.

envio de arquivos - design

Gostou das dicas? Acesse nosso site, www.promopress.com.br.

No blog da Promopress Gráfica você encontra um e-book incrível sobre fechamento e envio de arquivos. Baixe gratuitamente!

brunaEnvio de arquivos – Checklist

Join the conversation